segunda-feira, 30 de abril de 2012

Salários devem subir mais no Brasil



O salário dos RHs devem aumentar no ano de 2012, seguindo a tendência de 2011. O aumento se deve ao fato de se ter pouca mão de obra especializada. Com isso a área atrai e retém talentos.
No Brasil, não há tanto aumento salarial por causa do ônus que esse aumento trás, como encargos trabalhistas por exemplo. Com isso, algumas organizações estão investindo mais em benefício ao invés de aumento salarial. É uma forma de oferecer um bônus mais 'barato' que um aumento salarial.


fonte: Revista Você RH, publicado em : 27/03/2012
link: http://revistavocerh.abril.com.br/2011/noticias/conteudo_680551.shtml

Retenção segue como desafio para o RH




No ano passado, a área de RH perdeu profissionais e este foi o problema numero um dos Rhs. Essa perda ocorreu devido a falta de perspectiva de crescimento e aos salários defasados. Em segundo plano, a chegada de eventos mundiais como Copa do Mundo e Olimpíadas, aumentou a oportunidade de trabalho para os RHs, colaborando ainda mais para a defasagem do setor. A saída para tal situação, é focar na retenção. É um trabalho difícil, requer tempo e esforço, mas o resultado final será uma equipe comprometida com a organização. Detalhes como plano de carreira, valorização do colaborador e recompensa salarial é um começo e ser analisado. 


fonte: Revista Você RH, publicado em 17/04/2012
link: http://revistavocerh.abril.com.br/2011/noticias/conteudo_682285.shtml

Os ganhos da competitividade







A competitividade está sendo encarada como algo bom pelos colaboradores, pois os mesmos acreditam que a competitividade aumenta a produtividade no trabalho. Com a competitividade, os colaboradores se desenvolvem mais, e com isso a organização ganha também.

Alguns colaboradores que não concordam com a competitividade, acreditam que irá existir uma ‘rivalidade’ entre os próprios colaboradores.Ações como falta de companheirismo, puxa saco, passar uma rasteira nos colegas são encaradas por tais colaboradores como algo prejudicial à vida profissional.

Esses colaboradores estão confundindo competição com competitividade, pois a competitividade é algo saudável e que nos faz crescer já a competição foca na disputa entre as pessoas, o que caracteriza algo ruim.


fonte: Revista Você RH, publicado em 24/04/2012


O Capital Humano na Organização


A importância dada pelas empresas às questões relacionadas a ativos, capital financeiro, recursos financeiros, dentre outros fatores materiais, há muito já não existe nas instituições voltadas para a modernidade, o foco atual está no chamado capital humano.
O conhecimento tornou-se o principal bem da organização, trata-se de algo que não pode ser comprado, é um fator intangível, porém de imenso valor. São as pessoas que movem as empresas, é através delas que a produção se desenvolve ou se retrai, e são por esses e outros motivos que um bom gerenciamento do capital humano direciona a organização rumo ao alcance de seus objetivos e metas, em um mercado a cada dia mais competitivo.
Relacionando inovação, criatividade, educação e conhecimento, a gestão do capital humano procura explorar da melhor forma possível o capital intelectual e aplicá-lo nos processos organizacionais, sempre em busca de um maior desenvolvimento, de ganhar espaço no mercado e estar à frente de seus concorrentes.

“Uma empresa é o retrato fiel do que é o seu corpo de colaboradores, se tem um plantel treinado, motivado, capacitado, pensando sempre em contribuir, agregar, terá como resultado uma imagem de empresa competitiva, focada nos resultados, na excelência, no servir o cliente da melhor maneira, conhecedora do seus pontos fortes e fracos, do seu lugar, posicionamento no mercado, lucrativa e o mais importante mantendo boas práticas, iniciativas, conquistando cada vez mais seu espaço, mais clientes, novos mercados e criando, inovando na forma de fazer.” (Valter Abreu)


(Andréia Vilela - 780)

Diagnóstico Organizacional

                    vejam esse video para melhor conhecimento do diagnostico organizacional


     É a atividade onde os gestores das empresas determinam problemas relevantes que precisam ser resolvidos, que podem estar em qualquer setor.
     Partindo do hoje, envolvendo situações externas e internas.

     O diagnóstico organizacional visa em estruturar um plano de ação com objetivos gerais, metas   específicas, investimentos, despesas, responsabilidades e controles.

      Assim os objetivos do diagnóstico organizacional são os seguintes:

·      Detectar possíveis fatores limitantes da eficácia da organização;

·      Avaliar a estrutura da organização visando o reconhecimento de suas potencialidades e dificuldades;

·       Analisar os comportamentos, a motivação, a produtividade no trabalho e também a satisfação das pessoas envolvidas na organização;

·        Buscar alternativas de ações e implantação de soluções para o melhor desempenho da empresa.





          
                                                     Lílian C. Rabelo(1446)

LIDER X CHEFE

LIDER X CHEFE     

O maior líder é aquele que reconhece sua pequenez, extrai força de sua humildade e experiência da sua fragilidade. Augusto Cury
"Quem se comporta verdadeiramente como um chefe não toma parte na ação." (Lao Tsé)
De acordo com as frases de Augusto Cury, Lao Tsé e as aulas ministradas pela professora Fernanda Freitas, o líder lidera pelo exemplo, pela motivação pela capacidade de incentivo. Aconselha seus seguidores, tem capacidade de ouvir e volta atrás quando errado. Sabe como orientá-los e organizá-los. Já o chefe age pelo poder, comanda pela força, dá ordens, diz vai, gera medo, se preocupa com a “coisa” e enxerga o hoje. Nas atuais organizações vemos a necessidade da presença de um líder, pois ele deve sempre impactar positivamente o desempenho de todos na organização, criar oportunidades, superar obstáculos, identificar causas dos problemas que ocorrem e encontrar solução.

(Vania Barbosa-857)

Administração de Recursos Humanos



A Administração de Recursos Humanos é considerada a base para a criação das políticas sociais da empresa. Está voltada para fator principal que garante o funcionamento de qualquer organização. A empresa  deve preocupar-se com a motivação de seus funcionários, pois eles colaboram para a manutenção e funcionamento diário da empresa. Os empresários devem se lembrar de sempre  dar atenção aos seus colaboradores, principalmente pelo possível reflexo direto nos lucros da empresa. Essa atenção pode ser na forma de: Treinamentos, avaliações, bonificações, políticas de cargos e salários são recursos que podem ser utilizados para o melhoramento motivacional.
Substituindo “Administração de Recursos Humanos” usamos  Gestão de Pessoas, que é ainda mais comum nos tempos atuais para descrever o modo como a organização lida com as pessoas. Isto significa que os colaboradores de uma empresa não são mais vistos como simples recursos, ao lado do financeiro e recursos materiais.  Tudo isto está ocorrendo devido ao fato de que há uma tendência muito forte que os funcionários motivados, capacitados e com um ambiente de trabalho favorável têm alta produtividade impactando diretamente nos resultados da organização.


Cecilia C Batista (61)





Como os Recursos Humanos utilizam os Sistemas de Informações Gerenciais

O sistema de Recursos Humanos é responsável por atrair, aperfeiçoar e manter a força de trabalho da empresa ajudando a identificar funcionários potenciais e selecionar novos, desenvolver talentos e potencialidades. No nível estratégico identificam habilidades, escolaridade tipos de cargo atendem os planos de negocio. Na gerência monitoram o recrutamento, alocação e remuneração de funcionários, descrevem também funções relacionadas ao treinamento, elaboração de planos de carreira e relacionamentos hierárquicos entre funcionários e registram o recrutamento e colocação de funcionários da empresa. Eles armazenam dados básicos de funcionários como nome endereço, telefone, escolaridade função salário etc., e  são elaborados para armazenar dados que atendam exigências dos governos federais e estaduais relacionadas a contratação de funcionários conforme as leis trabalhistas.
Através desses sistemas de informação integrado no RH é possível ter acesso ao cadastramento de candidatos a emprego;  recrutamento; seleção (exames psicotécnicos, médico, teste de conhecimento profissional); registro e cadastramento;, movimentação de pessoal (transferências, promoções, transformação de va­gas, admissões, demissões); cargos e salários; controle de pessoal  (ponto, distribuição de efetivo, controle de produtividade); acompanhamento de orçamento de pessoal e relações com sindicatos. E tudo isso com uma maior agilidade no processo.


Cecilia C Batista ( 61 )

Recrutamento e Seleção








Processos de Agregar, Aplicar, desenvolver, Manter e Monitorar pessoas

1)  Agregar  – São os processos utilizados para incluir novos funcionários na empresa. Diz respeito, portanto, a provisão ou suprimento de pessoas na organização. Este subsistema define quem irá trabalhar na empresa e tudo tem início com o planejamento de recursos humanos, pesquisa de mercado de RH, Recrutamento de Pessoas, Seleção de Pessoas e Integração de Pessoas (ambientação do novo funcionário) ;
2) Aplicar  - São os processos utilizados para desenhar as atividades que as pessoas irão realizar na empresa, orientar e acompanhar seu desempenho. Incluem desenho organizacional e desenho de cargos, análise e descrição de cargos, planejamento e alocação de Recursos Humanos, plano de carreiras, orientação às pessoas e avaliação do desempenho; disseminação da cultura organizacional;
3)  Desenvolver  – São os processos utilizados para capacitar e incrementar o desenvolvimento profissional e pessoal. Incluem treinamento e desenvolvimento das pessoas, programas de mudanças e desenvolvimento de carreiras e programas de comunicação tendo sempre em vista a  aplicação estratégica de mudanças visando à saúde e excelência organizacional;
4)  Manter – São os processos utilizados para criar condições ambientais e psicológicas satisfatórias as atividade e tarefas das pessoas. Incluem administração de salários, plano de benefícios sociais, higiene e segurança do trabalho, recompensas, administração da disciplina, qualidade de vida no trabalho e estudo de clima organizacional;
5) Monitorar  – São os processos utilizados para acompanhar e controlar as atividades das pessoas e verificar resultados. Incluem bancos de dados, sistemas de informações gerenciais, auditoria de recursos humanos e trabalhistas.

Todos esses processos estão intimamente relacionados entre si. Cada processo tende a favorecer ou prejudicar os demais, quando bem ou mal utilizados, havendo necessidade de se evitar privilegiar algum, em detrimento de outro, pois isso poderá provocar desníveis ou assimetria entre eles e até a perda dos efeitos sinérgicos em função do seu tratamento conjunto; todos os processos são desenhados de acordo com as exigências das influências ambientais externas, influencias organizacionais internas, visão, objetivos e estratégias para obter melhor compatibilização entre si.


Cecilia C Batista ( 61 )
























 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO


Um bom Planejamento Estratégico é fundamental para o sucesso da organização, é a base para o planejamento financeiro. Sem o Planejamento Estratégico a  empresa não terá a segurança necessária para uma tomada de decisão acertada e com base na realidade.


O Planejamento  Estratégico é um processo gerencial que diz respeito à formulação de objetivos para a seleção de programas de ação para sua execução, levando em conta as condições internas e externas à empresa e sua evolução esperada. Também considera premissas básicas que a empresa deve respeitar para que todo o processo tenha coerência e sustentação (MAXIMIANO, 2006).


Cecilia C Batista (61)


AS PESSOAS COMO PARCEIRAS DA ORGANIZAÇÃO.




As pessoas como parceiras da organização

Atualmente as organizações estão ampliando seus horizontes de atuação. A realização do processo produtivo se dá com a participação de diversos parceiros, onde cada um contribui de algum modo. Estes parceiros são: fornecedores, acionistas, empregados e clientes. As matérias primas, insumos, serviços e tecnologias vêm dos fornecedores. Os acionistas e investidores dão o aporte financeiro para aquisição de recursos. Os funcionários participam com conhecimento, capacidades e habilidade, proporcionando a tomada de decisão e ações, dinamizando a organização. O cliente, e mais importante parceiro, contribui adquirindo produtos e serviços. As transações feitas entre a partes visam obter retorno e resultado satisfatório. As organizações estão sempre procurando por novos e diferentes parceiros com o intuito de consolidar e fortificar seus negócios e expandir suas fronteiras através de alianças estratégicas. Até algum tempo atrás, as organizações procuravam privilegiar os acionistas e investidores, no entanto, esta realidade está sendo substituída por uma visão sistêmica e integrada de todos os parceiros do negócio, pois é inegável que a participação de todos os stakeholders é indispensável para o sucesso da organização.


Cecilia C Batista ( 61 )

domingo, 29 de abril de 2012

O uso do Marketing em uma empresa

"Tekpix a filmadora mais vendida do Brasil"
Cada vez mais as empresas tem que buscar novas formas de se fazerem presentes no cotidiano e na vida das pessoas. Para tanto a maioria das empresas investem muito dinheiro em um setor, o Marketing, pois esta área cria continuamente valor para o cliente e gera vantagem competitiva para a empresa, ela se  preocupa em fazer com que o cliente perceba e conheça os produtos/serviços que a empresa oferece. O Marketing se utiliza de muitos meios de comunicação (Radio, TV, Panfleto, etc) e tem como foco o cliente.
Cada propaganda criada pelo setor de Marketing tem um apelo diferente de acordo com o perfil de seu público alvo, como exemplo posso citar o da Sazon que apela para o lado sentimental, uma vez que seu publico alvo é a dona de casa ou o da Cerveja que vai para o lado da comedia e é voltado para o publico masculino.
Quero destacar a propaganda da filmadora Tekpix que não tem um público alvo definido e que apela para a  repetição, a sua propaganda passa em muitos programas, conta sempre com o mesmo  apresentador e sem esquecer de suas infinitas promoções. Ela se destaca pois é  muito repetitiva e isso faz com que a pessoa decore seu slogan e acreditem ate o nome do moço que faz a propaganda, o seu Juarez. Chega a ser chata.
Muitas empresas tem que dar mais importância ao setor de Marketing, pois é um setor que faz com que as pessoas criem um perfil para a empresa, e nos dias atuais isso é fundamental, pois garante uma enorme vantagem competitiva.                       (Solange Dias- 831)

Fatores que influenciam as empresas

             Toda empresa no seu inicio de sua construçao, se depara com difíceis decisões, como exemplo qual será o seu modelo de negócio, sua área de atuação, quais canais de comercialização mais eficaz, quais produtos e serviços a empresa precisar ter, e inúmeros outros fatores que requerem atenção e cuidado da empresa. Considerando que a empresa atua num mercado bastante mutável e concorrencial é de fundamental importância para a empresa definir qual o perfil e também o comportamento de seus consumidores. Definir qual seu publico alvo é um grande passo, pois assim a empresa poderá criar formas para fidelizar seus clientes.              Atualmente as empresas tem que buscar novos modelos de gestão de estrategia para se diferenciar de seus concorrentes, seja oferecendo produtos com qualidade superior; rapidez nos processos; proporcionando confiabilidade a seus clientes; apresentado uma flexibilidade maior para tentar melhorar os seus processos ou apenas para agradar seus clientes  ou oferecendo um produto com um preço melhor, pois reconhece que o mercado (conjunto de pessoas e organizações) está em constante mudança e se sobressair de seus concorrentes se torna uma necessidade. Outro fator que tem que ser considerado são as pessoas, pois são elas que iram adquirir os serviços ou produtos oferecidos pela empresa, e no que se refere as pessoas a empresa não pode deixar de avaliar como o consumidor vê o seu serviço ou produto,  uma vez que o cliente pode obter de vários meios informações a respeito do produto/serviço, ele pode apresentar uma satisfação ou insatisfação em relação ao serviço/produto, podendo se tornar para a empresa o seu "calcanhar de aquiles".
            A empresa tem que ficar atenta ao seu ambiente de atuação, pois só assim conseguira manter uma igualdade ou apresentar uma superioridade quanto a seus concorrentes, nunca deixando de evoluir e de conhecer os seus clientes.      Solange Dias(831)

Grupo X Equipe


      No Grupo, o todo é maior que as partes (como numa Gestalt), ou seja, um grupo se constitui numa nova identidade sendo mais do que apenas o somatório de seus membros. Grupo é um conjunto de pessoas com objetivos comuns, em geral se reúnem por afinidades e podem ter o mesmo interesse. As pessoas decidem e agem de maneira individual. Não há intercâmbio de ideias, resultam e uma soma de esforços das pessoas e há interação emocional e afetiva.      
      A equipe, são conjuntos de pessoas com objetivo comum em mente, tem os mesmos interesses, decidem e agem de maneira conjunta, tem forte intercâmbio de ideias, seus esforços se multiplicam e há uma forte interação emocional e afetiva. As equipes são mais do que simples grupos humanos, pois elas têm características que os grupos não têm.

 "TODA EQUIPE É UM GRUPO, MAS NEM TODO GRUPO É UMA EQUIPE". 

Grupo                                                                                  Equipe
                                                                      

Leia também no portal de gestores de pessoas um texto completo sobre esse assunto.
http://www.gpportal.com.br/2011/06/saiba-diferenciar-grupos-x-equipes.html

(Emília Vargas-238)

Missão , Visão e Valores

Missão, Visão e Valores

 Toda empresa antes de tudo, precisa ter uma definição clara de sua Missão, Visão e Valores.
Missão consiste no que a empresa se propõe a fazer, quais os seus objetivos, respondendo a perguntas como:
- Por que a empresa existe?
- O que a empresa faz?
- Para quem?

Visão refere-se ao futuro desejado para a empresa, o que ela irá fazer para atingir seus objetivos, envolvendo questões como:
- No que a empresa quer se tornar?
- Qual a direção ?
- Onde nós estaremos?
- O que a empresa será?

Valores são os princípios ou crenças que a empresa defende, sejam de origem moral ou ética. Exemplos:
- Como os empregados se relacionam com os clientes?
- Como a empresa trata seus clientes?
- Qual a nossa responsabilidade frente à sociedade?
- Que valores, crenças ou princípios são importantes para a empresa fazer o que faz, para quem faz, e para o que ela quer se tornar?
Podemos ver a seguir um exemplo de Missão, Visão e Valores da Empresa VALE:



 Ana Paula da Silva-861

Motivação e Trabalho em Equipe



Um dos aspectos mais importantes na produtividade, tanto profissional como individual, é a motivação e o trabalho em equipe. Existem vários fatores que oferecem esse resultado, como remuneração, ambiente agradável de trabalho, premiações e reconhecimento.
Porém o mais importante são os fatores motivacionais internos, a chamada automotivação. Trata-se de uma energia que nos leva a exercer um alto nível de esforço, nos permite superar limites e buscar alcançar nossos objetivos de forma persistente. Se esta energia está voltada para a realização das metas da organização, juntamente com um ambiente em que os membros trabalham juntos, de forma sinérgica, rumo a uma visão que proporcione o resultado esperado pela empresa e ao mesmo tempo em que lhes ofereça satisfação, o sucesso será alto e claro. (Andréia Vilela - 780)

Por que desenvolver pessoas?

http://www.l3training.com.br/index_arquivos/Imagens/emprejhsa.jpg
O desenvolvimento das pessoas pode ser considerado como um investimento da organização. Pessoas bem treinadas, tendo suas capacidades exploradas e ampliadas, proporcionam um alto índice de produtividade e elevado grau de satisfação, tanto organizacional como pessoal.
Um líder que dispõe oportunidades de crescimento para seus subordinados, também gera melhorias na sua área de atuação. Formando profissionais capacitados e mais independentes, poderá se empenhar mais em suas tarefas e terá confiança de que os processos serão executados de forma eficaz.
Apesar de muitos treinamentos despenderem gastos financeiros, estes provavelmente serão ressarcidos com a eficiência de um funcionário bem treinado, além do mais, existem várias formas que podem ser usadas para ampliar o conhecimento dos colaboradores que não envolvem desembolso financeiro, como palestras, eventos e livros que podem ser utilizados, e até mesmo a troca de experiências entre os membros da organização.
Os resultados dessas ações certamente trarão resultados positivos, tanto para a organização quanto para seus funcionários. A idéia de estar sempre adquirindo mais conhecimentos e crescendo profissionalmente abre os horizontes das pessoas, e com isso trabalham mais motivadas, o que consequentemente aumentará o empenho dentro da empresa. (Andréia Vilela - 780)

Clima Organizacional


Clima Organizacional


Clima organizacional é definido pela conjunto de vivências que as pessoas têm em seu ambiente de trabalho, contribuindo para o seu comportamento e grau de motivação. Ele indica a satisfação dos integrantes da empresa.

É visto que em empresas em que chefes e subordinados, tenham relações ruins , é alto o grau de rotatividade, sendo prejudicial para a empresa.

Um bom clima em uma organização contribui para a produtividade dentro da empresa, pessoas felizes e satisfeitas produzem mais e melhor. Mas para que uma pessoa se sinta satisfeita, é preciso que ela tenha algumas de suas necessidades atendidas, variando de uma pessoa para outra, podemos ver a seguir na pirâmide de Maslow uma escala dessas necessidades:

Ana Paula da Silva -861


Um Líder verdadeiro é diferente de um líder por acaso


Um Líder verdadeiro é diferente de um líder por acaso

Um líder verdadeiro é aquele que além de coordenar uma equipe, traz possibilidades de crescimento para a mesma. Essa pessoa está em constante busca de inovação, não ficando nunca no comodismo. Já um líder por acaso é definido por aquele que ilusoriamente caiu na condição de líder, mas que na verdade apenas manda em outros, mais caracterizado como um chefe.

Dar ordens é muito simples isso somente não faz com que as pessoas tenham mais ou menos respeito por ninguém, um líder verdadeiro procura ir além, monitorando a si mesmo para poder dar o melhor de si aos seu liderados.

Um líder de verdade não se acha um ´´Rei´´, e muitos menos vê os outros como seus súditos, ele busca tratar seus liderados como colaboradores e atua junto a eles para alcançar os objetivos almejados.

Estar aberto a novas maneiras de trabalhar, é uma característica essencial de um bom líder, este não fica preso apenas a agir de uma mesma maneira sempre, busca também explorar novos horizontes.

Compromisso é aquilo que um verdadeiro líder deve priorizar, a partir do momento que ele se compromete com algo e faz com que outros sejam comprometidos ele deve dar o seu melhor para que as coisas aconteçam.

O verdadeiro líder não é aquele que começa inúmeros trabalhos , mas não termina nenhum, ele procura sempre fazer tudo com eficiência, priorizando a qualidade antes da quantidade.

Um líder não é fechado em si por achar que já sabe de tudo ,isso é característica de um líder por acaso. O líder verdadeiro acredita que é sempre possível adquirir mais conhecimento, estando aberto a críticas e sugestões de outros.

Líderes nascem, não são formados.

Ana Paula da Silva-861



Aprenda a administar seu tempo

      
       Tratar o assunto administração do tempo requer um cuidado especial. Aquele que consegue administrar o tempo de forma eficaz não se torna  escravo do relógio e sim coloca-o sob controle e a seu favor. Quem não consegue administar corretamente o tempo acaba sendo por ele dominado. Assim, administração do tempo é, na verdade, saber organizar metas pessoais e profissionais, gastando o mínimo possível de energia física e mental. Administar o tempo não é uma tarefa fácil. Requer autodisciplina, comprometimento e, sobretudo vontade de obter uma vida produtiva e saudável. Participei de um treinamento em Araxá, pelo Banco Intermedium, e o palestrante do dia passou um exemplo muito intessante a respeito de administar o nosso tempo, disse o seguinte:
     " Imagine que você tenha uma conta corrente, e a cada manhã acorde com um saldo de R$86.400,00. Só que não é permitido transferir o saldo para o dia seguinte. Todas as noites o seu saldo é zerado, mesmo que não tenha gastado tudo.
Todos nós somos clientes deste BANCO de que estamos falando. Ele se chama TEMPO.
Todas as manhãs são creditados a você 86.400 segundos, e todas as noites é debitado, como perda, o saldo de tudo o que você não investiu em bons propósitos. Não é permitido acumular este saldo para o dia seguinte. Todas as manhãs a sua conta é reiniciada, e todas as noites as sobras do dia se evaporam. Não há volta. Se você falha em usar o depósito do dia, a perda é sua."
         Então fica a dica: Você deve viver no presente, o seu depósito diário. Invista então, no que for melhor em sua saúde, felicidade, sucesso!!! O relógio está correndo. Faça o máximo de hoje!!!
 
 

                            " Falta de tempo é desculpa daqueles que perdem tempo por falta de métodos"
                                                                                  (Albert Einstein)

(Emília Vargas-238)

Mapa Mental - Recursos Humanos na Gestão do Conhecimento


MAPA MENTAL 
 RECURSOS HUMANOS NA GESTÃO DO CONHECIMENTO





Mapa mental baseado no Artigo “Recursos Humanos na Gestão do Conhecimento” de Jayme Teixeira Filho. A realização no mapa ajuda no maior entendimento das ideias do autor, uma vez que elas podem ser refletidas de uma forma mais abrangente, o que contribui para sua melhor compreensão, e, além disso, olhando do lado de quem irá ler, essa forma de trabalho é vantajosa, por apresentar o conteúdo de uma forma mais dinâmica e resumida sem perder a essência da principal ideia proposta. O artigo tem como foco o conhecimento, tendo este um grande valor nas organizações e se apresentando como uma grande vantagem competitiva.O intangível (pessoas, informações, conhecimentos, etc) está tomando o lugar do tangível (equipamentos, imóveis, etc) que antes era tão valorizado, o que comprova o fato da Gestão do Conhecimento ganhar força cada vez mais.Diante disso, se verifica a importância que deve ser dada aos trabalhadores e aos talentos das pessoas para uma organização atuar bem e se destacar no mercado. (Lidiane Alves de Deus, 849) 

ALÉM DO DIPLOMA  - FOCO NOS PROFISSIONAIS DE TALENTO


A Revista Brasileira de Administração (Ano XXI Nº86 – janeiro/fevereiro de 2012) trouxe uma entrevista com a Administradora Ana Cristina Barros, que é professora e Diretora de Recursos Humanos da Universidade Federal do Piauí e Presidente e uma das fundadoras da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH/PI).
Dentre as perguntas que ela respondeu, destaco as três que coloquei na imagem, uma vez que achei muito interessante para nós futuros administradores e que veio a calhar com os estudos de nossas aulas.

Diante do exposto, pode-se pensar:
Para captar um profissional de talento, a forma de comunicação com o mercado é de fundamental importância.

Talentos existem aos montes, a forma de selecioná-los é que talvez necessite ser aprimorada, até porque o melhor de todos pode não ser o melhor para determinada oportunidade.

Ter um diploma não é o suficiente! Buscar sempre mais qualificação, possuir domínios técnicos e habilidades pessoais destacadas ajudam muito um profissional, e isso com certeza vai fazer toda diferença!

(Lidiane Alves de Deus, 849)

“COMO ELOGIAR PARA OBTER O MELHOR DAS PESSOAS?” - Estrategicamente - Recursos Humanos



Estrategicamente - Recursos Humanos  

 “COMO ELOGIAR PARA OBTER O MELHOR DAS PESSOAS?”

Caracterizando a estratégia como um caminho a seguir para atingir um objetivo, a Gestão de Pessoas se orienta por elas, trabalhando com técnicas que possibilitem a obtenção de melhores resultados para uma organização.
Nesse contexto de estratégias, o gestor tem que estar atento não somente ao geral, mas também aos pequenos detalhes, porque eles podem influenciar muito no crescimento e desenvolvimento da empresa.
Por exemplo, uma fala que subestime a equipe, dizendo que ela não é capaz, pode atrapalhar a organização como um todo.
Práticas que motivem os funcionários elevam o nível de desempenho dos mesmos e conseguem fazer toda a diferença nos resultados finais.

O texto acima, “COMO ELOGIAR PARA OBTER O MELHOR DAS PESSOAS?”, foi retirado do site http://gestaodepessoasrh.wordpress.com/, ele possibilita a percepção da importância de se ater a estes aspectos, considerando o elogio fator essencial para uma equipe se manter bem desenvolvida.

O texto é muito interessante, e influencia até mesmo em nossa vida pessoal, é de leitura fácil e eu recomendo.

(Lidiane Alves de Deus, 849)

Envolvido X Comprometido


Envolvido X Comprometido

Há uma grande diferença entre estar envolvido e estar comprometido.  Estar envolvido é mais superficial , pois uma pessoa envolvida vai somente até o ponto em que  julga ser vantajoso para ela.  Estar comprometido é mais profundo , quando se compromete com algo uma pessoa vai até as últimas consequências.

Em uma empresa é preferencial uma pessoa comprometida a uma apenas envolvida. As organizações buscam sempre melhorias , atingir metas , e o caminho para atingir certos objetivos pode em alguns casos ser árduo. A pessoa envolvida com a empresa irá fazer de tudo para obter o sucesso , mas quando  percebe que terá que abrir mão de alguns benefícios própios em função da organização, ela logo irá ´´pular fora´´ , indo somente até o ponto em que  obtenha primeiramente vantagem própia.  A pessoa comprometida não, esta se doa completamente para empresa  buscando alcançar sempre o melhor , e mesmo quando as vezes tem que se colocar em segundo plano , ela o faz almejando resultados futuros.

É Preciso dar o melhor de si , a partir do momento que se entra em uma empresa  é preciso estar comprometido, se a Organização ganha ,os seus colaboradores também  ganham , nem sempre esse ganho se dá de forma financeira mas existe o ganho de conhecimento e amizades que poderá se fazer dentro da empresa garantindo assim a permanência  e possibilidade de crescimento dentro da mesma.

Podemos entender melhor a diferença entre Envolvido X Comprometido nesse texto (Galinhas e Porcos. O  confronto).
Conforme exemplo citado pela Professora Fernanda Freitas em sala de aula.

Ana Paula da Silva -861